Vendas na internet no Brasil devem dobrar até 2021, indica Google

Em 2021, 41% das vendas serão on-line segundo a pesquisa.

Um estudo encomendado pelo Google junto a empresa Forrester Research indicou que as vendas na internet no Brasil vão dobrar. Segundo a companhia, o segmento terá crescimento médio de 12,4% ao ano e atingirá um total de R$ 85 bilhões em vendas. Com isso, o e-commerce passaria dos atuais 5,4% de participação no varejo para 9,5% (sem incluir vendas de alimentos e bebidas).

Boa parte desse avanço virá de novos consumidores. Nos primeiros cinco anos, 27 milhões de pessoas irão fazer sua primeira compra on-line. Com isso, será 67,4 milhões de compradores pela internet, o que irá representar 44% dos internautas em 2021, segundo o estudo.

Outra grande transformação do mercado será o ganho de participação dos smartphones nas vendas. O estudo aponta que, em 2016, 19% das vendas em e-commerce foram feitas via dispositivos móveis. Em 2021, a participação deles nas vendas on-line será de 41%.

De acordo com a empresa, atualmente 30% dos internautas só podem ser alcançados através do mobile, pois não acessam em outros dispositivos.

Conforme o consumidor brasileiro se torna mais habituado ao comprar pela internet, sua compra irá crescer em categorias como moda, artigos esportivos e comida, diz Victor Brotto, analista de indústria do Google.

Para a realização do estudo, o Google entrevistou aproximadamente 4500 pessoas, nas faixas etárias de 16 a 75 anos, a partir da internet. Cada uma respondeu questões sobre três categorias de produtos selecionados com base nas compras realizadas por elas nos últimos três meses. A Forrester Research combinou essas informações do próprio Google, como tendências de buscas.