Veja os riscos e perigos que o Black Hat traz para o seu site

Práticas que visam burlar os algoritmos do Google e assim, colocar os sites nos primeiros lugares do buscador

O Black Hat é toda e qualquer ação ou procedimento utilizado para alcançar determinado objetivo sem que seja necessário respeitar quaisquer regras, normas ou diretrizes dos órgãos responsáveis.

Em determinado momento, o Google percebe a falha e atualiza seus algoritmos, e busca impedir que o Black Hat seja possível. Por outro lado, os praticantes desse tipo de artifício estão sempre em busca de qualquer tipo de brecha para alcançar os resultados pelo caminho mais curto, porém nem sempre mais eficiente.

O termo Black Hat começou a se popularizar em 2004, mas foi ao longo de 2006 que a busca por este tipo de informação realmente aumentou. No mundo SEO, Black Hat se refere a um conjunto de técnicas que têm o objetivo de manipular e enganar os mecanismos de busca.

Essas práticas poluem o ambiente online, infligem códigos de ética e são absolutamente desagradáveis, ou seja, utilizar o Black Hat significa assumir o risco de sofrer punições estabelecidas pelos buscadores.

Quais são os Black Hats mais utilizados?

Doorway pages: técnica que cria uma página que, quando acessada, mostra um conteúdo completamente desconexo ao termo de busca digitado.

Cloacking: também tenta manipular o usuário, já que a técnica possibilita a criação de dois conteúdos diferentes no mesmo endereço, onde um fica visível ao usuário e o outro, ao mecanismo de busca.

Unrelated Keywords: bem mais difícil de identificar, essa técnica utiliza palavras-chave de alta relevância, mas que não possuem ligação com o tema abordado.

Invisible Text: essa técnica visa deixar o texto da página escondido do leitor de maneira a ter relevância para os buscadores sem que o leitor perceba que está caindo em um Black Hat.

Over-Submitting: técnica que automatiza a divulgação de conteúdos através de uma ferramenta específica.

Por que seu site deve fugir dessa prática?

Se o Black Hat for utilizado, seu site não será encontrado, e pode ser completamente desindexado e até banido do buscador, e os próprios usuários também podem denunciar os conteúdos, fazendo com que o site seja igualmente penalizado. E o Google tem como base do seu algoritmo premiar os sites que possuem o melhor conteúdo e que ofereçam aos usuários as melhores experiências possíveis.

Diferenças entre Black Hat e White Hat

Enquanto o Black Hat é um “profissional” sem ética nenhuma, o White Hat pode ser definido como um “hacker do bem”. Ele entende de informática e poderá ajudá-lo a otimizar o conteúdo e o layout do site, para que consiga um melhor ranqueamento no Google, de forma natural. Por isso, quando for contratar uma empresa para desenvolver o site, certifique-se de que a equipe fará o trabalho de maneira aderente ao Google.

A Blob Web é uma dessas empresas especializadas e sérias, que posiciona o seu site na primeira página do Google de maneira segura, eficiente e diferenciada, com a TPI (Tecnologia de Posicionamento Inteligente).

Saiba mais e fique em primeiro lugar sem ser penalizado! A Blob Web também está no YouTube, com dicas como essa e muito mais! Acesse e inscreva-se agora mesmo!