Inspiração para criar humanização de marcas

Para conectar clientes, uma marca precisa representar o seu público-alvo, e para isto, existem muitas possibilidades, especialmente com as novas tecnologias

Houve um tempo em que transmitir tecnologia para os consumidores era construir o semblante de uma marca robotizada, com mensagens prontas e práticas, acreditando que fosse o caminho para prestar serviços eficientes.

Entretanto, note como citamos isto no passado, é que com a evolução na maneira de se comunicar e a versatilidade no acesso à informação, os clientes estão deixando de lado tudo isto e buscando marcas que prezam pela humanização.

Imaginar uma empresa com mensagens padronizadas parece tão ultrapassado dentro de tudo que nós estamos vivenciando. É claro que, os padrões e processos existem e proporcionam otimização na rotina de trabalho, mas a humanização que queremos levar em consideração aqui, é a forma leve de se expressar com os clientes, é aquele sentimento agradável de estar conversando com uma pessoa e não com um funcionário treinado para te atender.

O termo humanização vem ganhando força dia após dia e fazendo com que o relacionamento impessoal entre de uma vez por todas no freezer e esquecimento dos clientes, visto que, é exatamente nesse ambiente que ficam os itens frios de nossa vida e que não acrescentam sensações positivas que aquecem os nossos corações como consumidores.

Internet se torna responsável pela humanização de empresas

A grande culpada – novamente, por mudanças na maneira de se expressar junto a seus clientes é a internet, mas se olharmos de um outro ponto de vista, ao invés de julgá-la, podemos a transformar em uma das mais potentes aliadas de comunicação empresarial.

Mediante a todas as possibilidades que a tecnologia e a internet seguem acrescentando durante a nossa rotina, tudo ficou muito pré-determinado e monótono demais para seres tão evoluídos que buscam continuamente o novo, e algo que faça brilhar os olhos, para que então, tenhamos o desejo de adquirir o produto/serviço.

Foi como num estalar de dedos que os profissionais de comunicação e marketing começaram a notar algo muito claro quando se fala em consumidores: as pessoas desejam ser tratadas com exclusividade – mesmo que elas saibam bem lá no fundo, que isto é uma política de qualidade da empresa, e essa exclusividade parte do atendimento, embasado pela necessidade do cliente, ou seja, a humanização começa a ficar ainda mais exposta no relacionamento entre marca e consumidor.

A internet é polo de grandes consumidores, afinal, tudo se pesquisa na internet para ver se vale a pena ou não, a rede é palco de conselho para muitos clientes indecisos que estão totalmente dispostos a ouvir a experiência de outras pessoas, ou então, o próprio lado da marca sobre o produto/serviço em específico.

Com isto, a internet passa a ser um ambiente em que as marcas podem criar a humanização e melhorar o relacionamento com seu público-alvo; quantas empresas você conhece que fazem o maior sucesso ao publicarem algo nas redes sociais ou então, elaborar uma resposta criativa aos seus clientes e até mesmo, concorrentes? Levar na esportiva nestes casos, é o melhor demonstrativo de qualidade e humanização que uma empresa pode ter!

Como deve ser feita a humanização da instituição

Já sabemos da relevância da humanização, visto que ela é reflexo de uma marca descontraída e ao mesmo tempo, positiva na visão do consumidor, mas convenhamos, é bem mais fácil saber o conceito, do que interpretar de que maneira transformar uma empresa em uma marca humanizada, certo?

Por isto, nosso papel aqui é compartilhar a sabedoria adquirida com o passar dos anos e o fato de lidarmos com centenas de clientes dos mais diversificados segmentos e portes empresariais.

O segredo para a humanização, é reforçar a personalidade da sua marca para que os clientes saibam quem é a empresa que eles contrataram e de que forma ela vai contribuir para sanar a dor que ele apresenta neste momento.

A comunicação é natural e gera conforto durante a fala, ou seja, o consumidor tende a se sentir extremamente à vontade para se relacionar com a marca seja no digital ou até mesmo nas clássicas ligações telefônicas com o telemarketing, por exemplo.

Quando a humanização dá certo, ela passa a ser o ponto de maior destaque de uma empresa, tão quanto o seu produto e demais benefícios ao consumidor. É a experiência que faz o cliente voltar e não o produto/serviço em promoção na Black Friday. É fato, tudo isto gera um conjunto de atrativos, mas o alvo mesmo é estabelecer um serviço tão personalizado, que o seu cliente não se importe de pagar o valor que você oferecer para o mesmo, afinal, ele se identifica com o negócio.

Descobrindo o estilo capaz de contagiar e aproximar clientes

Quem não gosta de alguém com personalidade diferenciada, sabe aquela pessoa que só de pensar em estar próxima dela até o humor fica melhor? Este é o grande desafio dos profissionais de marketing e publicidade da atualidade, gerar está sensação positiva para uma empresa pela visão do cliente.

Identificar como fazer isto para uma empresa pode ser o verdadeiro pote de ouro do arco-íris, e ao contrário do que você possa imaginar, existe um caminho para isto! A verdade é que uma empresa pode ser humanizada de várias maneiras, a fórmula está mediante a sua realidade hoje de negócio.

Experimente começar apresentando a sua equipe, as pessoas que estão por trás do serviço que você executa, mostre a expertise destas pessoas e como é a rotina de trabalho, como se fosse o making off ou os créditos de um filme novo, todo mundo tem curiosidade de saber detalhes que ninguém tem acesso, somente os criadores.

Invista em uma linguagem do momento, nem tão técnica, pois os seus clientes não possuem a mesma especialização que você, e nem tão informal, pois isto pode transmitir em alguns segmentos a ausência de comprometimento.

O ideal é um mix, nas redes sociais e no digital como um todo, podemos ser mais descontraídos, e na prestação de serviços em si, devemos manter o padrão de excelência, estando a disposição para contribuir junto aos clientes, como a personalização no atendimento.

Relacionamento nas redes sociais

Falamos tanto sobre o digital e as redes sociais ao longo deste conteúdo, mas é que o tema é o grande aliado para que a humanização tenha uma disseminação ainda maior. Quantas marcas e plataformas de streaming você conhece que fazem das redes sociais o espaço de maior interação entre os clientes?

Se torna viral quando grandes nomes respondem seguidores nas redes sociais, sempre em tom descontraído e informativo. Por isto, a humanização neste espaço é crucial, afinal, os potenciais clientes estão atentos(as) as atitudes das empresas na rede e encontram certa aproximação a partir deste ambiente.

A empresa humanizada é aquele amigo descolado do colégio que todos querem estar perto, seja por suas qualidades e/ou pela presença que ele representa no local.

Busca orgânica influência na humanização

Se a humanização é uma maneira natural de ter acesso a sua marca favorita, a busca orgânica é a decisão mais estratégica para construir uma imagem ainda mais humanizada e prática, afinal, o símbolo da busca orgânica é encontrar empresas na primeira página do Google sem que exista a necessidade de anúncios com custo por clique ou qualquer outra técnica do gênero.

A busca orgânica é quando você pesquisa algo relacionado a um produto/serviço e encontra a empresa em destaque, e sabe quem pode fazer isto por você? A Blob, uma empresa de tecnologia e marketing de posicionamento orgânico, que criou a ferramenta exclusiva TPI – Tecnologia de Posicionamento Inteligente.

Com a ferramenta TPI, empreendedores conquistam o Google e fortificam a humanização que já possuem no digital com seus clientes, de forma eficiente e com a agilidade que todos nós apreciamos.