Google está em segundo lugar no ranking das marcas mais valiosas

10 primeiras posições são dominadas pelo setor de tecnologia

Empresas do setor de tecnologia se destacam no ranking das marcas mais valiosas do mundo, segundo a consultoria Interbrand.

Pelo quinto ano seguido, Apple e Google, as gigantes da tecnologia se destacam nas primeiras posições do ranking. A Apple cresceu 3%, possuindo o valor da marca de US$ 184,15 bilhões, já o Google cresceu 6% com o valor de marca de US$ 141,70 bilhões.

A Microsoft disparou para o 3% lugar, sendo uma das 16 marcas com crescimento de dois dígitos e logo em seguida a Coca-Cola, em 4º lugar, depois vem a Amazon, Samsung, Toyota e Facebook, Mercedes – Benz e IBM completando o Top 10.

As cinco marcas que mais obtiveram crescimento foi o Facebook com 48%, Amazon com 29%, Adobe com 19%, Adidas com 17% e Starbucks com 16%.

Confira as dez marcas mais valiosas:

  1. Apple: US$ 184,15 bilhões (+3%)
  2. Google: US$ 141,70 bilhões (+6%)
  3. Microsoft: US$ 79,99 bilhões (+10%)
  4. Coca-Cola: US$ 69,73 bilhões (-5%)
  5. Amazon: US$ 64,79 bilhões (+29%)
  6. Samsung: US$ 56,24 bilhões (+9%)
  7. Toyota: US$ 50,29 bilhões (-6%)
  8. Facebook: US$ 48,18 bilhões (+48%)
  9. Mercedes Benz: US$ 47,82 (+10%)
  10. IBM: US$ 46,82 bilhões (-11%)

A Best Global Brands é composta por quatros setores: Automotivo (16), tecnologia (15), serviços financeiros (12) e bens de consumo (9).

O varejo é o setor que mais cresceu com 19% seguido dos setores de artigos esportivos com 10%, tecnologia com 8%, logística com 7% e serviços financeiros com 6%.

A construção do ranking é feita através de três critérios que contribuem para o valor da marca como: performance financeira do produto e serviço sob a garantia da marca, influência da marca na decisão de compra do consumidor e força da marca para garantir ganhos futuros para empresa.

As marcas brasileiras ainda continuam fora do ranking, por não atender os critérios exigidos pela Interbrand para entrar no rol das marcas globais mais valiosas, apesar de possuírem grande influência financeira, mas ainda sem presença global.

10 Dicas para Vender Mais