Garanta presença no mercado regional em meio a pandemia

O momento é de precaução com a saúde das pessoas, todavia, é fundamental que profissionais se atentem a saúde financeira de suas empresas.

A Associação de Comércio Eletrônico (ABComm), desenvolveu um levantamento com a Konduto perante o aumento no comércio eletrônico em meio a pandemia do COVID-19 no Brasil.

Para a realização desta pesquisa, a Konduto se baseou em 25 milhões de pedidos de produtos físicos, realizados em 4 mil lojas virtuais, durante um período que tempo de 01 de março até 25 de abril de 2020.

Em decorrer do distanciamento social e das inúmeras medidas preventivas para a redução na curva de casos confirmados no Brasil, as pessoas estão (em sua maioria), realizando os afazeres diários em casa, garantindo uma segurança extra ao combate do novo coronavírus.

Por conta disto, o e-commerce brasileiro aprontou um crescimento de 47% de pedidos no mês de abril de 2020, e aumento de 18% no valor do tíquete médio, que percorreu de R$ 417,82 reais no começo de março (período em que o COVID-19 começou a apresentar um maior número de casos no país), para R$ 492,43 reais.

Destaque de setores durante o COVID-19

Assim que a quarentena passou a ser implantada no território brasileiro, houve um destaque positivo para três setores do mercado, como:

1/3: Setor de Brinquedos

O distanciamento das crianças de escolas e centros de recreação, trouxe os pequenos novamente para dentro de casa por tempo integral, possibilitando que estes, construam novas lembranças com suas famílias por meio de genuínos gestos afetivos.

Mas além de afeto, a crescente presença de crianças em seus lares, rendeu ao segmento de brinquedos um aumento de 434,70% nos pedidos online.

2/3: Setor de Alimentos

O segmento de alimentos sempre obteve alta todos os anos, entretanto, com a forte presença das pessoas em seus lares, os supermercados obtiveram uma alta de 270,16%.

Essa é uma característica que ao que tudo indica, mesmo com o fim da quarentena e redução nos casos de coronavírus pelo país, continuará a evoluir, visto que os alimentos entregues em casa, otimizem e reduzem o tempo das pessoas de se locomoverem até um estabelecimento para realizar a aquisição de produtos.

3/3: Setor de Esportes/Lazer

Por fim, o segmento de esportes e lazer atingiu impressionantes 211,95% de crescimento durante a pandemia e quarentena no país.

Este número somente comprova que a preocupação com a qualidade de vida das pessoas está aumentando, na mesma escala de proporção que a expectativa de vida do brasileiro.

Segmentos expandem vendas durante o novo coronavírus

O levantamento de dados referentes a compras online sob a realização da Associação de Comércio Eletrônico, em conjunto com a Konduto apresentou ainda, crescimentos e variações em diferentes segmentos na mesma medida que o distanciamento social e a quarentena são prorrogados.

Por conta disto, na última semana de estudo sobre o cenário de compras online, quatro setores se destacam com alta de vendas, sendo respectivamente:

  • Eletrônicos com 66,10%    
  • Bebidas com 54,27%
  • Móveis com 47,59%
  • Moda com 41,10%

Contudo, entre os dias 29 de março e 8 de abril, além de 09 a 25 de abril, os segmentos que apresentaram queda nas vendas online, foram:

  • Farmácia com 10,38%
  • Óticas com 10,20%
  • Cosméticos com 3,53%
  • Livrarias com 1,91%

A pesquisa desenvolvida foi aplicada ao longo de quatro períodos, visando gerar assertividade e precisão nos resultados à medida que a quarentena fosse prorrogada, sendo que a primeira etapa aconteceu entre do dia 1° ao dia 14 de março.

Já a segunda etapa ocorreu dos dias 15 a 28 de março, seguida da terceira etapa, que foi realiza entre os dias 9 de março a 8 de abril; e por fim, a quarta etapa, que foi realizada dos dias 9 de abril até 28 de abril.

Com relação ao tíquete médio, na primeira fase, o mesmo está em R$417,82 reais. Em contrapartida, na segunda etapa, ocorreu uma queda de 19,24% perante o número de pedidos, todavia, o tíquete médio desenvolveu um crescimento de 5,44%, se fixando em exatos R$ 440,54 reais.

Entretanto, na terceira fase, a média de pedidos atingiu um crescimento estimado em 28,83% e o valor de compras passou a ser de R$441,04 reais. E para finalização de dados, na última fase, os pedidos variaram e atingiram margem de 14,26%, visto que o tíquete médio aumentou em 10,44%, obtendo assim um valor de R$492,43 reais.

Entenda o cenário em que o seu negócio está posicionado

Ao analisar todos os números propostos acima, muitas pessoas podem ficar com dúvidas e até mesmo se impressionar em como a pandemia foi capaz de mudar totalmente o cenário de alguns setores.

Entretanto, o momento é de análise crítica, compreendendo qual é a escala de presença do seu negócio no mercado, além disso, vamos além, hoje mais do que nunca, é fundamental a passar a vender com larga escala de índices para a sua região.

Mas um instante, se o mercado digital de vendas está em expansão, porque eu devo investir em estratégias regionais?

Este questionamento é totalmente compreensivo, afinal, é tão óbvio seguir a maré de sorte que muitos negócios estão passando, certo?

Errado! É de fato crucial investir nas estratégias que estão dando certo neste momento, todavia, a quarentena, o distanciamento social e o novo coronavírus são temporários, assim, este período de sazonalidade mais dia, menos dia, se encerrará, e ai que começa a batalha de muitas empresas que não se prepararam para voltar ao normal com um bom e assertivo planejamento.

Justamente por este motivo, é que as empresas precisam investir em estratégias mais fechadas ao público que se encontra nas redondezas, nas redes sociais, por exemplo, muitas pessoas relacionadas a entretenimento online (ou não) estão fazendo uso de hashtags como #CompredoPequenoEmpreendedor, visando auxiliar empresas que não possuem projeções de investimentos online para a comercialização de seus bens.

Transmita autoridade na sua região

Ao pensar em estratégias como um conjunto de pontos que devam se interligar para a atingir bons – e contínuos, resultados satisfatórios, uma empresa está preparada para todas as eventuais crises e momentos como este em que estamos enfrentando no momento.

Por este motivo, é que empreendedores e pessoas que atuam de alguma forma em um cenário/setor de mercado, precisam criar vínculos estratégicos com seus clientes potenciais (e acredite, o seu cliente potencial, pode morar literalmente do seu lado).

Assim, ao desenvolver estratégias para conquistar Presença no Mercado, a empresa passará a ser uma referência no setor, elevando os índices de credibilidade e autoridade no mercado em que atua.

Estes pontos, aumentam as possibilidades de negócio, garantindo autoridade da marca, e citando pontos de destaques de uma empresa em meio a concorrência, a TPI – Tecnologia de Posicionamento Inteligente da Blob executa exatamente isso, garantindo empresas na primeira página do Google, em apenas 6 semanas.

Conquiste a primeira página