Conheça o Blockchain

Bitcoin são moedas criptomoedas que ganham espaço no mercado

O Blockchain é um registro público, que oferece eficiência e clareza nas operações financeiras, uma estrutura de dados que faz as transações sem intermediações, sem exigir uma instituição ou autoridade central para validar movimentações.

O modelo mais comum utilizado para moeda virtual é o (bitcoin), criptomoedas que se destaca entre outros. Esta tecnologia chama atenção de vários segmentos, como corretoras de ações, seguradoras e empresas de segurança, além de ser usada em sistemas financeiros, comerciais, governamentais, eleitorais, entre outros.

As informações que estão no Blockchain são criptografadas e exigem uma assinatura digital, tornando maior a segurança das transações, prevenindo o sistema de possíveis ameaças. O banco de dado do Blockchain pode ser acessado de qualquer local, permitindo que o sistema seja distribuído em milhares de computadores, garantindo uma atualização sincronizada com cópias, em segundos.

Qualquer usuário possui acesso a todas transações, mas não pode alterar ou adulterar qualquer informação após ser processada.

Blockchain é dividido por etapas, confira a seguir:

  1. Registro de transação

Todos registros de transações são armazenados no Blockchain de maneira bem distribuída, onde todo participante do bloco tem acesso as cópias. Ressaltando, ninguém tem acesso às pessoas envolvidas nas operações, todos dados são sigilosos.

  1. Transação anônima

Através de chaves ou endereços, se realiza transações de forma privativa. Para cada movimentação é indicado o uso de chave ou endereço diferente, composto por números, letras e caracteres.

  1. Transação Oficial

Não é somente enviar os bitcoins para o destino para realizar uma transação financeira. A principal característica do Blockchain são dados que necessitam ser validados para definir uma autorização ‘oficial’ e ser incluída no sistema. Para isto, o miner, computador que verifica as informações em um período de dez minutos, é responsável por oficializar sua transação, disponibilizando um código criptografado.

  1. Transação Imutável

Como evitar adulterações nos dados da transação?

A movimentação imutável é um dos benefícios que mais chama a atenção no Blockchain. Usando o hash, um mecanismo que cria uma sequência de números e caracteres diferentes para qualquer conjunto de informações digitais, ou seja, se algo for modificado, gerará outro hash. A operação final não é válida se houver modificação no documento inicial.

Evolução do Blockchain

Atualmente, Blockchain conquistou espaço no mercado financeiro e várias empresas já começaram a investir no sistema, chegando a totalizar investimento de 1 milhão de dólares. Segundo uma pesquisa pela Infosys Finacle mostrou que mais de 80% dos profissionais da área financeira esperam trabalhar com Blockchain até 2020.

Um ponto crucial nesta operação é o modelo peer-to-peer (ponto a ponto), várias informações podem ser compartilhadas sem a necessidade de um servidor central, mostrando uma redução de custo significativa.

Outro ponto que se destaca é que qualquer quantia pode ser transferida em questão de segundos, sem restrição, passando na frente das instituições financeiras e pelos bancos.

As movimentações mais comuns realizadas pelo Blockchain são as internacionais, no Brasil este sistema ainda é pouco conhecido.

10 Dicas para Vender Mais