Como a pesquisa do Google funciona?

Os principais processos de retorno de resultados são rastreamento, indexação e publicação

Você já deve ter se perguntado como o Google encontra páginas que correspondem à sua consulta e determina a ordem e a relevância dos resultados de pesquisa. Pois bem, os três principais processos de retorno de resultados da pesquisa são: rastreamento (o Google sabe sobre o seu site? Pode encontrá-lo?), indexação (o Google pode indexar seu site?) e publicação (o site tem um conteúdo bom, relevante e útil para a pesquisa do usuário?).

Rastreamento

O rastreamento é o processo pelo qual o Googlebot (robôs que percorrem a internet) descobre páginas novas e atualizadas para serem incluídas no índice do Google. Esse robô usa um processo de algoritmos: programas de computador que determinam quais sites devem ser indexados, com que frequência e quantas páginas devem ser buscadas em cada site.

O processo começa com uma lista de URL de páginas da web, geradas a partir de processos anteriores de rastreamento. Conforme o Googlebot visita cada um desses sites, ele detecta os links de cada página e os inclui na lista de páginas a serem rastreadas, ou seja, novos sites, alterações em sites existentes e links inativos serão detectados e usados para atualizar o índice do Google.

Indexação

O Googlebot segmenta cada uma das páginas que ele rastreia, para compilar um imenso índice com as palavras encontradas e sua localização. Além disso, o Google processa as informações incluídas nas principais tags de conteúdo, como tags de título.

Publicação

Quando o usuário faz uma pesquisa, as máquinas do Google procuram o índice de páginas correspondentes e retornam os resultados que acreditam ser os mais relevantes para aquela pessoa.

A relevância do Google é determinada por mais de 200 fatores, entre eles o PageRank (medida da importância de uma página com base nos links de entrada de outras páginas). Sem contar que o Google também trabalha com afinco para melhorar a experiência do usuário, ao identificar links de spam e outras práticas que afetam de maneira negativa os resultados de busca. Os melhores tipos de links são aqueles retornados com base na qualidade do conteúdo.

Para que seu site seja bem classificado, é importante verificar se o Google pode rastrear e indexá-lo de forma correta. E as Diretrizes de Qualidade estão aí para isso: elas destacam algumas práticas recomendadas que podem ajudar você a evitar armadilhas e assim, melhorar a classificação do site.

Para quem pesquisa

Os recursos ‘Você quis dizer’ e ‘Preenchimento automático’ foram projetados para ajudar os usuários a poupar tempo ao exibir termos relacionados, erros de ortografia e as principais consultas, mas o Google só exibe essas previsões quando acha que elas podem economizar o tempo do usuário.

Agora que você já sabe um pouco sobre como a pesquisa do Google funciona, é importante ficar atento as Diretrizes Gerais, criar conteúdos de qualidade e se manter atualizado sempre. Procure também estar bem posicionado na primeira página do Google. Para isso, consulte a empresa Blob Web e saiba mais sobre a TPI (Tecnologia de Posicionamento Inteligente), uma tecnologia exclusiva que garante até oito posições na página principal do maior buscador virtual do mundo.

Essa tecnologia exclusiva da Blob Web tem um resumo preciso: é a união de otimização de alta performance e tecnologia de ponta em programação estratégica. Técnica diferenciada e altamente eficaz, que coloca o seu site na primeira página do Google em apenas 60 dias, 24 horas por dia, 7 dias por semana! Conheça agora mesmo, entre em contato!

10 Dicas para Vender Mais